As Brigadas Populares repudiam a reitoria da UNESP pela expulsão de 17 estudantes do Campus de Araraquara, por terem ocupado a diretoria local no ano de 2014.

Segundo nota do CAFF – Centro Acadêmico Florestan Fernandes – Gestão Dialética 2015 a ocupação foi motivada pelas trinta e oito expulsões arbitrárias de alunos da moradia no ano passado e foi deliberada em Assembleia Geral dos estudantes da FCL/Ar, fazendo-se assim, uma ocupação legítima ao corpo estudantil. Conforme o artigo 163-B do Estatuto da UNESP “o aluno que sofrer a pena disciplinar de desligamento não poderá realizar nova matrícula na UNESP antes de decorridos 5 (cinco) anos do ato de desligamento”.

Expressamos nossa solidariedade para com os(as) estudantes expulsos, pois tal gesto da reitoria reflete nada mais do que a intolerância à luta organizada que faz da ocupação do espaço público um método de reivindicação do diálogo como solução negociada.

Reintegração já!

 

Brigadas Populares

04 de fevereiro de 2015

Todo apoio a reintegração dos 17 estudantes expulsos da UNESP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *