RESISTIR AOS GOLPES! NÃO A PRISÃO DE LULA!

  Nota das Brigadas Populares A ameaça de prisão do ex-presidente Lula, uma das maiores lideranças políticas da história desse país, abre mais um capítulo no Golpe em curso no Brasil e aprofunda o Estado de Exceção.  Temos plena conciência de que as decisões judiciais que conderaram Lula em 1ª e 2ª instância não estão baseadas em provas. Em um cenário em que as Forças Armadas ameaçam as instituições, em especial o STF, ficam ainda mais

Ser patriota é mais do que usar verde e amarelo!

Ontem o General Villas Boas se pronunciou pelo Twitter, fazendo uma clara pressão ao STF. A Globo, quase que imediatamente, leu as palavras do general no Jornal Nacional. Tudo isso com empresas ligadas à FIESP liberando seus funcionários e os convocando para ir às ruas em ato pela prisão de Lula. A polarização brasileira construída pela mídia nos últimos anos, dos coxinhas e dos pão com mortadela, É UMA FARSA. A quem interessa essa polarização?

Botar fogo no engenho e acabar com o fascismo no Brasil!

Botar fogo no engenho e acabar com o fascismo no Brasil!

 Antes de ontem dois tiros foram disparados contra a Caravana de Lula no Sul do País. Durante toda a semana viu-se cenas absurdamente violentas contra aquelas e aqueles que participam dos atos e falas do ex-presidente: pedras sendo jogadas nos ônibus e em militantes, chicotadas e agressões físicas contra mulheres, ganchos para estourar pneus, estímulo para crianças participarem das ações, dentre outros.    Nos solidarizamos contra essas movimentações de cunho fascista e defendemos o direito

Marielle Franco, presente!

Foto de Anette Carla Alencar

  As Brigadas Populares externa sua irrestrita solidariedade aos familiares da Vereadora Marielle Franco e do trabalhador Anderson Pedro Gomes, assassinados nesta quarta-feira no Rio de Janeiro. Estendemos a solidariedade a toda militância do PSoL neste momento difícil de dor, estando à disposição para ajudar no que estiver ao nosso alcance.    “Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera”. Che Guevara.    Coordenação Política Nacional  Brigadas Populares

Do Tuiuti à Caserna – A falsa Intervenção Militar no Rio de Janeiro

Do Tuiuti à Caserna – A falsa Intervenção Militar no Rio de Janeiro

Dois dias após o Carnaval, Michel Temer e Luiz Fernando Pezão articularam novo golpe nos brasileiros, especialmente nos cidadãos fluminenses. É preciso lembrar que já houve intervenção militar no Rio de Janeiro, especialmente nas favelas cariocas desde a Maré até a Rocinha, passando pelo Jacaré. Os resultados foram sempre os mesmos: Desperdício de dinheiro público, mortes de crianças e inocentes, desrespeitos aos direitos básicos e humanos dos moradores de favelas. Em ambos os casos, o