COLORIMOS!

A Suprema Corte dos Estados Unidos aprovou hoje o casamento civil igualitário em âmbito nacional. Sem dúvidas, a decisão reflete um avanço da luta da população LGBT em todo o mundo. No Brasil, que lidera o ranking de mortes por LGBTfobia no mundo, assistimos um avanço do conservadorismo e da intolerância, sobretudo no Congresso Nacional. Aos deputados Jair Bolsonaro (PP), Marcos Feliciano (PSC) e cia., que fique claro o recado: nossas fotos no Facebook se

“Feminismo é a ideia radical de que mulheres são gente”

A Frente de Mulheres das Brigadas Populares vem demonstrar todo o repúdio à exploração da imagem de mulheres em propagandas de qualquer tipo. Nesse contexto, repudiamos a Itaipava, que insiste em veicular propagandas¹ de cunho extremamente machistas, bem como a CONAR, que, apesar de ter retirado de circulação a propaganda, deu uma justificativa totalmente equivocada, que esconde o verdadeiro problema. A mulher é tratada também como um produto dentro dos marcos do capital. Não somos

Nota sobre o 97º aniversário da Reforma Universitária de Córdoba

Em 21 de Junho de 1918, aconteceu em Córdoba a revolta estudantil que deu início ao movimento reformista na América Latina, levando às universidades do subcontinente a autonomia, a extensão e a democracia universitárias. Questionando a forma, o conteúdo e a autoridade eclesiástica presente em sua educação, os/as reformistas encarnaram as forças sociais que se desenvolviam no interior da sociedade, para as quais uma universidade oligárquica não teria nenhuma serventia. É tarefa histórica dos/das estudantes

Para que lado pende a balança da Associação dos Magistrados Mineiros?

“todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza.” Associações civis, movimentos sociais, sindicato de trabalhadores(as), grupos de pesquisadores  que detêm notório saber sobre conflitos socioambientais, entidades e instituições que atuam na defesa do meio ambiente, da dignidade e dos direitos humanos da sociedade em geral e das populações tradicionais, em particular, vêm manifestar à sociedade mineira e à magistratura mineira e brasileira sua indignação e surpresa com os caminhos delineados na recente iniciativa da Amagis (Associação

Será que o PT vai ter CORAGEM de fazer o que o PSDB não fez? Massacre anunciado nas Ocupações da Izidora

O despejo forçado das três ocupações da região da Izidora (Rosa Leão, Esperança e Vitória) é anunciado pelo Governo de Minas Gerais (PT), e a Polícia Militar convoca reunião de urgência, no dia 19/06 às 14:00, para comunicar a desocupação forçada e destruição de 5.000 casas de alvenaria construídas e todo o território das comunidades consolidados há dois anos pelas 8.000 famílias da Izidora. Volta à tona o maior conflito social e fundiário do Brasil e