Moradorxs da ocupação Nelson Mandela em ato contra o despejo!

A comunidade Nelson Mandela, na Av. do Cardoso, bairro Serra, em Belo Horizonte hoje, 30/12/14, luta contra o despejo violento e indigno que a prefeitura de Belo Horizonte realiza. A comunidade que foi construída por pessoas incapazes de se manterem por causa dos pesados alugueis ou da moradia de favor e até mesmo na rua encontraram na ocupação a oportunidade de morar, já que este é um direito básico previsto na constituição. A Ocupação-Comunidade Nelson

Mais Uma Vitória Cubana

Sobre o reatamento das relações entre Cuba e EUA e o retorno dos 5 heróis à Ilha Uma grande surpresa, uma gratificante vitória da luta pela soberania e autodeterminação, que não desarma a luta dos povos contra o imperialismo. Assim interpretamos o reatamento das relações  entre  Cuba e EUA, após mais de cinquenta anos de rompimento diplomático, aplicado para  isolar e sufocar uma ilha que só desejava a liberdade de escolher seus caminhos  e a

A ocupação Novo Paraíso, ameaçada de despejo clama por justiça.

Ocupação-comunidade Novo Paraíso, no Palmeiras, em Belo Horizonte, MG, se levanta contra despejo. Nota Pública à imprensa, às autoridades e às pessoas de boa vontade.   Belo Horizonte, MG, Brasil, 23 de dezembro de 2014.   Nós da Ocupação-comunidade Novo Paraíso, no bairro Palmeiras, em Belo Horizonte, MG, expressamos aqui porque e para que resolvemos bloquear o Anel Rodoviário ao lado da nossa comunidade. Estamos localizados ao lado do Anel Rodoviário, ao lado do pátio

RENASCE A OCUPAÇÃO DO POVO DE JARDIM CARAPINA

Sem uma resposta da Prefeitura da Serra, moradores de Jardim Carapina e do entorno tomaram a decisão de retomar, para fins de moradia, um terreno da vizinhança que já há mais de 30 anos se encontra abandonado na Região do Contorno. Mais de mil famílias adentraram no terreno para efetivar seu direito à moradia e assim deixar de viver de favor ou pagar o aluguel que consome grande parte dos orçamentos familiares, as vezes comprometendo

Nota das ocupações urbanas da região da Isidora, Brigadas Populares, MLB e CPT ao TJMG

     As ocupações da região da Isidora (Rosa Leão, Esperança e Vitória), cerca de 8 mil famílias, localizadas no vetor norte da cidade de Belo Horizonte, vem travando desde junho de 2013 uma grande luta pelo direito à moradia adequada. Esse direito está inscrito como direito social no artigo 6º da Constituição Federal de 1988 e em vários tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário como o Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais